Vale ressaltar que Kelps Lima não é o primeiro deputado brasileiro a lançar um aplicativo móvel — nas Eleições 2014, vários já povoavam a Google Play e a App Store, porém sem grande alarde.
Isso é bom ou não?
Essa atitude do deputado vale uma análise. Por um lado, é incrível ver como áreas como a política estão se utilizando — mesmo que ainda de forma tímida — dos dispositivos móveis para aprimorar o processo de democracia. A atitude do parlamentar pode inspirar colegas a fazerem o mesmo e criar uma nova possibilidade de participação política a partir da tecnologia.
Por outro, muitos eleitores podem questionar a atitude de Kelps por conta de nosso atual modelo de democracia representativa. Afinal, tecnicamente, ele é um deputado eleito pelo povo e deve ser a figura responsável capaz de tomar as melhores decisões na Assembleia, incluindo o posicionamento nas votações dos projetos de lei. Assim, pedir essa "ajuda" aos eleitores pode desagradar parte do público — e ainda fazer com que trolls coloquem seu posicionamento em risco ao votarem em massa em determinada opinião, por exemplo. Qual dos lados está certo? Isso já cabe ao eleitor decidir.
FONTE:
KELPS LIMA