“Eu tenho uma filha e não tenho outra vida”, desabafa cozinheira atingida por letreiro de banco

Soraia Ramos, de 46 anos, já recebeu alta do HGE (Hospital Geral do Estado), onde recebeu atendimento e passou por exame de ressonância magnética, que não apontou nenhuma lesão grave na cabeça da vítima. A mulher foi atingida pela placa do letreiro de um banco, no centro de Salvador

Abalada, a cozinheira relembra que, após ser atingida pela placa do banco Itaú, ainda tentou se levantar, mas teria sido impedida pelos transeuntes.

— Eu só queria levantar dali, porque vinha carros. Dois riscos, porque depois que caiu sobre mim, ainda me lançou na pista com a cabeça voltada para pista, tinha muito carro.

A placa do banco despencou de aproximadamente seis metros e atingiu a cabeça da cozinheira, que não superou o trauma.

— Placas não podem cair por aí, placa destrói família, eu tenho uma filha e não tenho outra vida.

As pessoas que passavam pelo local, que é de grande movimentação, ajudaram a cozinheira, mas o banco não teria prestado a devida assistência.

Fonte: R7.com

“Eu tenho uma filha e não tenho outra vida”, desabafa cozinheira atingida por letreiro de banco

Marcadores:

Postar um comentário

[disqus]

Author Name

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.