Ibama atesta fraude de emissões da Volkswagen no Brasil

O Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente) anunciou nesta semana ter comprovado a presença do software que altera o volume de emissões do motor 2.0 diesel em testes laboratoriais na picape média Amarok. Segundo o órgão, a linha 2011/2012 da caminhonete está equipada no Brasil com o sistema que frauda os testes de emissões de poluentes, e terá de passar por recall. Além disso, a Volkswagen será multada em R$ 50 milhões, valor máximo previsto pela Lei 9.605/1998, para multas ambientais.

A filial brasileira da montadora tentava — na justiça — reverter a decisão do Ibama, mas o órgão confirmou a multa e derrubou o recurso nesta sexta-feira (24), após certificar a fraude em testes realizados junto com a Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo). Os resultados apontaram que a Amarok estava com o software fraudulento ativo. Foi verificado que o dispositivo reduzia em 0,26 g/km, em média, a emissão de poluentes nos ensaios de laboratório, enquanto, no uso real, a picape libera quantidade maior de gases.

Um dos trechos da decisão apresentada na última terça-feira (21) diz que "se não fosse pela ação do dispositivo, as emissões de óxidos de nitrogênio superariam o limite regulamentado — em média, atingiram 1,101 g/km — e, portanto, os veículos teriam sido reprovados nos testes. Assim, estão caracterizadas as violações às Resoluções Conama (Conselho Nacional do Meio Ambiente) 230/1997 e 315/2002 e, por conseguinte, configurada a infração ambiental descrita no artigo 71 do Decreto 6.514/2008".

Ainda de acordo com o Ibama, "pela fraude e pelo tempo de uso dos automóveis, cerca de 100 toneladas de óxidos de nitrogênio (NOx) foram liberadas, ilegalmente, na atmosfera". Em ofício, o órgão determinou que a Volkswagen faça recall das 17.057 unidades da picape Amarok que contêm dispositivo destinado a reduzir as emissões de poluentes durante os testes de laboratório. Agora, a montadora terá de arcar com o prejuízo pela fraude mundialmente conhecida como Dieselgate — maior escândalo da história da fabricante alemã.

A Volkswagen já foi notificada e se pronunciará oficialmente sobre o caso em breve.

A montadora admitiu que 11 milhões de veículos a diesel em
todo o mundo receberam o software, capaz de alterar entre 10 e 40 vezes o
volume de gases poluentes liberados nos testes, que simulam uma condução
regularVeja mais:Caçador de carros raros encontra tesouro abandonado em chácara de São PauloAdeus, vendedores: veja a máquina de vender carrosOs 25 carros de luxo mais vendidos no Brasil em 2015
Fonte: R7.com

Ibama atesta fraude de emissões da Volkswagen no Brasil

Marcadores:

Postar um comentário

[disqus]

Author Name

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.