Venezuela fecha duas padarias e prende quatro padeiros em combate a "guerra do pão"

O governo venezuelano prendeu quatro padeiros e fechou duas padarias nesta semana por eles terem utilizado trigo para produzir alimentos como brownies e outros tipos de alimentos que são vendidos por preços mais caros. A titude é vista pelo governo uma espécie de complô para induzir a escassez de pães mais simples e causar problemas com desabastecimentos.
O regime do presidente Nicolás Maduro obriga que pelo menos 90% da matéria prima seja utilizada para preparar pães com valores mais acessíveis.
Segundo os Comitês Locais de Abastecimento e Produção (CLAPs), a expropriação dos locais ainda foi realizada com base em acusações de cobrança de preços mais altos de baguetes.
O último preço fixado para o pão era de 250 bolívares (US$ 0,35 na taxa oficial mais alta); entretanto, nas ruas pode-se conseguir por até 900 bolívares (US$ 1,20).
Para garantir que a ordem continue sendo cumprida, Maduro enviou inspetores e guardas a mais de 700 padarias do país em uma medida para evitar que a Venezuela volte a sofrer com a falta de produtos básicos para a população.
O governista Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV) diz que empresários pró-oposição sabotam a economia do país estocando produtos e aumentando preços. "Aqueles por trás da 'guerra do pão' irão pagar, e não deixem que digam mais tarde que é perseguição política", havia alertado Maduro no início da semana.
Críticos afirmam que o governo é o responsável por persistir com políticas de preços e controles cambiais ineficazes.
Fonte: R7.com


Venezuela fecha duas padarias e prende quatro padeiros em combate a "guerra do pão"

Marcadores:

Postar um comentário

[disqus]

Author Name

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.