Santos e Palmeiras se enfrentam em clássico para recuperar confiança

Dois rivais em busca de iniciar uma nova história no Campeonato Brasileiro se enfrentam nesta quarta-feira (14), às 21h45, no estádio da Vila Belmiro, em Santos, pela sétima rodada. Santos e Palmeiras confiam no resultado positivo do clássico para superarem crises recentes e dar confiança à sequência de ambos, que disputam no próximo mês as oitavas de final da Copa Libertadores.
A expectativa maior é do lado alvinegro, pois o jogo marca a estreia do técnico Levir Culpi. Depois de duas partidas vencidas pelo interino Elano, o novo treinador substitui Dorival Júnior e tem a responsabilidade de, logo no primeiro jogo, conduzir o Santos a ganhar o primeiro clássico do ano. O atacante Kayke, substituto de Ricardo Oliveira, se pronunciou:
— Carregamos esse peso. Temos mais uma oportunidade para acabar com essa escrita negativa. Estamos incomodados e queremos tirar isso da nossa frente.
Levir Culpi fechou o último treino da equipe nesta terça-feira (14). A principal dúvida é na lateral direita, setor em que o titular Victor Ferraz está gripado e pode dar lugar para Matheus Ribeiro. O atacante Bruno Henrique foi poupado das atividades por estar com cansaço muscular. O colombiano Copete pode ser o substituto.
O Santos trocou de treinador após perder por duas rodadas seguidas. Agora, com o novo técnico, vê a chance de chegar à terceira vitória consecutiva e ainda se aproximar do bloco dos líderes do Brasileirão. Para isso, terá também a volta do meia Lucas Lima, que ficou quase um mês fora do time por um estiramento muscular na coxa direita.
O desafio para o Palmeiras é maior, por se tratar de uma nova oportunidade de jogar como visitante neste Brasileirão e somar pontos. O clube não ganha na Vila Belmiro pela competição desde outubro de 2009.
O técnico Cuca viveu momentos de pressão semelhantes aos encarados pelo Santos. Foram quatro rodadas sem ganhar e sem gols marcados até a vitória sobre o Fluminense por 3 a 1, no último sábado, no estádio Allianz Parque, em São Paulo, amenizar a crise.
— A gente começou fora de casa com um aproveitamento muito ruim. Isso é importante para quem quer ser campeão. A nossa preocupação é não ficar longe dos primeiros colocados.
A formação deve ser parecida à usada na última rodada, ainda sem contar o atacante Dudu, machucado. O zagueiro Mina e o centroavante Borja jogaram nesta terça-feira um amistoso pela seleção colombiana e são desfalques.
Fonte: Estadão Conteúdo

Santos e Palmeiras se enfrentam em clássico para recuperar confiança

Marcadores:

Postar um comentário

[disqus]

Author Name

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.