Juiz bloqueia mais de R$ 18 bi de investigados na Operação Ponto Final

O juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal, autorizou o bloqueio de mais de R$ 18 bilhões em contas de empresas e investigados da Operação Ponto Final, que levou à prisão 11 pessoas, entre empresários de ônibus e ex-funcionários do sistema de transporte do governo de Sérgio Cabral (PMDB). Também foi autorizado novo bloqueio nas contas do ex-governador, de R$ 245 milhões.
"Tão importante quanto investigar a fundo a atuação ilícita da organização criminosa descrita, com a consequente punição dos agentes criminosos, é a cessação da atividade ilícita e a recuperação do resultado financeiro criminosamente auferido", escreveu o juiz na decisão. Para Bretas, o bloqueio é necessário para "evitar a tentativa de ocultar bens ou valores ilícitos obtidos criminosamente e garantir o resgate dos ativos supostamente desviados".
Foram determinados bloqueios nas contas de empresários como Jacob Barata Filho, José Carlos Reis Lavoura, Marcelo Traça, de empresas de ônibus, da Federação das Empresas de Transportes de Passageiros do Estado do Rio (Fetranspor) e da Rio Ônibus, entre outros. São 44 bloqueios com valores que vão de R$ 88 milhões a R$ 520 milhões (33 empresas e pessoas físicas).Juiz federal Marcelo Bretas bloqueou mais de R$ 18 bi de suspeitos
Nesta terça-feira (4), havia R$ 240 milhões no caixa da Fetranspor e outros R$ 10 milhões no da Rio Ônibus, tornados indisponíveis.

Fonte: Estadão ConteúdoFoto: Leonardo Wen/12.606.2017/Folhapress

Juiz bloqueia mais de R$ 18 bi de investigados na Operação Ponto Final

Marcadores:

Postar um comentário

[disqus]

Author Name

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.