Bolsonaro diz haver erro em auditoria do BNDES e chama Montezano de garoto

O presidente Jair Bolsonaro criticou nesta terça-feira (28) um termo aditivo de contrato para realização de uma auditoria no BN...




O presidente Jair Bolsonaro criticou nesta terça-feira (28) um termo aditivo de contrato para realização de uma auditoria no BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) que não encontrou indícios de corrupção. Segundo o presidente, houve um erro. 

"Informações que tenho até o momento: essa auditoria começou no governo Temer. E teve dois aditivos. O último aditivo parece, não tenho certeza, seria na ordem de R$ 2 milhões. E chegou a R$ 48 milhões no final. Tá errado, tá errado", disse ao entrar no Palácio da Alvorada. 

O BNDES gastou R$ 48 milhões em relatório de investigação externa referente a operações entre o banco e as empresas JBS, Bertin e Eldorado, entre os anos de 2005 a 2018. A auditoria não encontrou indícios de corrupção em oito operações investigadas.

O banco divulgou em 10 de dezembro que o relatório indicou que não foram encontradas evidências diretas de corrupção, influência indevida sobre a instituição ou pressão por tratamento diferenciado na negociação, aprovação e/ou execução das oito operações investigadas. Na ocasião, o BNDES divulgou que entregou a íntegra da auditoria, que não é pública, para a Procuradoria-Geral da República. O resumo do relatório foi disponibilizado no site do banco e tem oito páginas.

"Tem coisa esquisita aí. Parece que alguém quis raspar o tacho. Não sei se vou ter tempo para estar com Paulo Guedes hoje, parece que ele está em Brasília. É o garoto lá [Gustavo Montezano, presidente do banco], foi o garoto, porque, conheço por coincidência desde pequeno, o presidente do BNDES é um jovem bem intencionado. E ele que passou as informações disso que falei para vocês agora que são os aditivos. A ordem é não passar a mão na cabeça de ninguém. Expõe logo o negócio e resolve", afirmou, não deixando claro se considera a medida um erro do presidente do banco. 

Gustavo Montezano é o segundo presidente do BNDES da gestão Bolsonaro. Ele foi chamado após o presidente ter se irritado com a gestão de Joaquim Levy, escolhido pelo ministro Paulo Guedes (Economia) para o cargo logo no período de transição. 

A "abertura da caixa-preta" do BNDES era uma das principais promessas do então candidato Jair Bolsonaro na área de economia durante a eleição. O político costuma apontar problemas em empréstimos do banco para países como Cuba e Venezuela. O presidente havia prometido, inclusive, "abrir a caixa-preta" do BNDES na primeira semana de governo. 

Montezano já havia dito em reunião da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Câmara dos Deputados, em agosto do ano passado, que a instituição havia gasto até então R$ 45 milhões com a investigação sobre os contratos assinados pelo banco coma JBS em anos passados -o valor de R$ 48 milhões é atualizado.

A investigação foi iniciada em 2018, promovida pelo escritório Cleary Gottlieb Hamilton & Steen LLP, e buscava apurar evidências de suborno, corrupção ou influência indevida nas atividades do BNDES. Quando assumiu o banco, em julho do ano passado, Montezano prometeu "explicar a caixa-preta do BNDES para a população brasileira". Ele entrou no lugar de Joaquim Levy, que pediu demissão no mês anterior, após não conseguir abrir a tal caixa-preta da instituição, promessa de campanha do presidente Jair Bolsonaro.

COMENTÁRIOS

Nome

Agronegocio,6,Agronegócio,15,Angical,1,Bahia,297,Baianópolis,2,Barreiras,184,Boa noticia,25,Bom Jesus da Lapa,4,Brasil,319,Brasilia,2,Catolândia,6,Celebridades,2,Cinema,12,Correntina,1,Cristópolis,2,Economia,40,Educação,21,Entretenimento,33,Esportes,111,famosos,151,famoss,2,Festas,3,Formosa do Rio Preto,1,Golpes,1,governo,42,Guanambi,5,Humor,2,Ibotirama,1,internacional,92,Irecê,6,justiçá,193,LEM,14,Livros,3,Luis Eduardo Magalhães,6,Mundo,3,municípios,111,Oportunidades,15,Pesquisa,17,Polemica,97,Polemicas,22,policia,54,Politica,989,Religião,35,Riachão da Neves,2,Salvador,55,Santa Maria da Vitoria,3,São Desidério,1,Saúde&Bem Estar,6,Saúde&Bem-Estar,58,Tecnologia,48,Tragedia,49,Turismo,33,Videos,42,Vitoria da Conquista,3,Wanderley,1,Whatsapp,1,
ltr
item
Veja Oeste | O Seu Portal de Notícias do Oeste: Bolsonaro diz haver erro em auditoria do BNDES e chama Montezano de garoto
Bolsonaro diz haver erro em auditoria do BNDES e chama Montezano de garoto
https://1.bp.blogspot.com/-BWk1m51yQzk/XjDMuCaUG2I/AAAAAAAAHN0/0gXgW2jD2iUioKhIWDRJIlc4c7BGi-nPQCNcBGAsYHQ/s320/IMAGEM_NOTICIA_5%2B%252810%2529.jpg
https://1.bp.blogspot.com/-BWk1m51yQzk/XjDMuCaUG2I/AAAAAAAAHN0/0gXgW2jD2iUioKhIWDRJIlc4c7BGi-nPQCNcBGAsYHQ/s72-c/IMAGEM_NOTICIA_5%2B%252810%2529.jpg
Veja Oeste | O Seu Portal de Notícias do Oeste
https://www.vejaoeste.com.br/2020/01/bolsonaro-diz-haver-erro-em-auditoria.html
https://www.vejaoeste.com.br/
http://www.vejaoeste.com.br/
http://www.vejaoeste.com.br/2020/01/bolsonaro-diz-haver-erro-em-auditoria.html
true
8061571385870599471
UTF-8
Carregou todos os artigos Não encontrei nenhum post VER TODOS Leia Mais Resposta Cancelar resposta Deletar Por Home PAGINAS ARTIGOS Ver Todos Talvez você goste destas postagens C ARQUIVO PESQUISAR TODOS OS ARTIGOS nenhum resultado. Voltar Para o Inicio Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Agora mesmo 1 minuto atrás $$1$$ minutos atrás 1 hora atrás $$1$$ horas atrás Ontem $$1$$ dias atrás $$1$$ semanas atrás mais de 5 semanas atrás Seguidores Seguir ESTE CONTEÚDO PREMIUM ESTÁ BLOQUEADO PASSO 1: Compartilhar. PASSO 2: clique no link que você compartilhou para desbloquear Copie todo o código Selecione todo o código Todos os códigos foram copiados para sua área de transferência Não é possível copiar os códigos / textos, por favor, pressione [CTRL]+[C] (ou CMD+C para Mac) para copiar