Pandemia piorou relações sexuais de casais, analisa sexóloga

  Os impactos da pandemia da Covid-19 na vida sexual das pessoas variam de acordo com a rotina, o nível de intimidade da relação e a maneira...

 





Os impactos da pandemia da Covid-19 na vida sexual das pessoas variam de acordo com a rotina, o nível de intimidade da relação e a maneira como outros aspectos da crise sanitária atingiram cada um. A psicóloga e sexóloga clínica Cláudia Meireles explica que os casais cujas relações que já enfrentavam problemas antes da pandemia tiveram os problemas com o desejo e a vida sexual impactados negativamente.


A especialista cita como exemplo a redução do desejo sexual nas relações já desgastadas, onde a proximidade e o aumento da convivência diária impostos pela pandemia e o isolamento social acabaram prejudicando. “Os casais convivem cerca de cinco ou seis horas por dia, mas com a pandemia a convivência passou a ser de acordar, passar dia inteiro e dormir, pode ter acelerado um processo de desgaste, e isso também faz reduzir desejo sexual”, analisou a sexóloga.


Ela ainda elenca como fatores que influenciaram negativamente o desejo sexual de algumas pessoas nesse período o medo de contrair a doença, questões relativas às finanças, ao trabalho, e a insegurança em relação a grave crise sanitária.



A sexóloga também cita que também houve quem aproveitasse a pandemia para aumentar a intimidade. “Alguns casais aproveitaram o momento em que estavam mais próximos do parceiro ou parceira para transformar esses momentos em lúdicos, em olhar para o outro com mais erotismo, em brincar mais. Eles tiveram esse ganho e aumento do desejo”, acrescentou.


Cláudia Meireles também fez críticas ao fato do sexo ainda ser, em pelo século XXI, um assunto considerado delicado, vergonhoso e um tabu. Ela pondera que a sociedade tem um longo caminho pela frente para evoluir nesse quesito, apesar de, ao olhar para o passado, não se poder contestar que já houve certa evolução.


O problema, segundo a especialista, está na falha educação para a sexualidade, e isso não ocorre por falta de conhecimento ou de programas efetivos. Entre os erros apontados está um cometido pela maioria dos pais e responsáveis por crianças: “imagine que ainda hoje, terceira década do século XXI, quando se vai começar a nomear as partes do corpo para uma criança já não dá nome, dá apelido. Não se fala pênis e vulva. É normal na hora de ensinar a lavar o corpo ensinar que tem que esfregar a mão, mas a parte da genitália praticamente está fora do corpo nessa hora”.


A psicóloga é categórica ao dizer que “é aí que começa a ser fixado e fortalecido um tabu” em relação a sexualidade.


Questões como essa, na visão dela, levam a pessoas que não conhecem o próprio corpo e nem os centros de prazer. Isso é ainda mais grave em relação às mulheres. “Algumas já dizem como gostam de ser tocadas, onde querem ser tocadas, e como. Mas não são todas. Existem mulheres que entram para ato sexual mudas e saem caladas. Elas não conhecem o próprio corpo, e não sabem quais são as zonas que lhe dão prazer e nem sabem mostrar ao parceiro como gostariam de ser tocadas. Em qual posição, de qual forma, qual é a impressão da força”, analisou Cláudia.


A sexóloga ainda tratou de libido e apetite sexual; sinalizou hábitos que podem auxiliar na melhora desse aspecto; os efeitos e sequelas da sexualidade em outros aspectos da vida; as inovações e como a pandemia influenciou e o que mudou na vida sexual das pessoas; entre outros assuntos. 

COMENTÁRIOS

Nome

Agronegocio,7,Agronegócio,22,Angical,9,Bahia,409,Baianópolis,8,Barreiras,255,Boa noticia,34,Bom Jesus da Lapa,7,Brasil,499,Brasilia,4,Brejolandia,1,Buritirama,1,Canapolis,1,Catolândia,19,Celebridades,2,Cinema,20,Correntina,12,Cotegipe,1,Cristópolis,5,Economia,63,Educação,34,Entretenimento,99,Esportes,168,famosos,219,famoss,2,Festas,3,Formosa do Rio Preto,4,Golpes,1,governo,52,Guanambi,17,Humor,2,Ibotirama,6,internacional,188,Irecê,14,justiçá,226,LEM,17,Livros,6,Luis Eduardo Magalhães,29,Mundo,5,municípios,148,Muquém do sao Francisco,1,Oportunidades,30,Pesquisa,36,po,1,pol,1,Polemica,183,Polemicas,23,policia,94,Politica,1715,Religião,59,Riachão da Neves,65,Salvador,90,Santa Maria da Vitoria,8,Santa Rita de Cassia,6,Santana,1,São Desidério,2,Saúde&Bem Estar,7,Saúde&Bem-Estar,71,Sitio do Mato,1,Tabocas do Brejo Velho,1,Tecnologia,67,Tragedia,77,Turismo,43,Videos,50,Vitoria da Conquista,11,Wanderley,2,Whatsapp,1,
ltr
item
Veja Oeste | O Seu Portal de Notícias do Oeste: Pandemia piorou relações sexuais de casais, analisa sexóloga
Pandemia piorou relações sexuais de casais, analisa sexóloga
https://1.bp.blogspot.com/-gQ_PO4QCcPI/YNJ-aq42AiI/AAAAAAAAT-Q/ESsTS6mzSQgbKiB6w78dJqZCs_WiQ10EACNcBGAsYHQ/s320/IMAGEM_NOTICIA_5%2B%25286%2529.jpg
https://1.bp.blogspot.com/-gQ_PO4QCcPI/YNJ-aq42AiI/AAAAAAAAT-Q/ESsTS6mzSQgbKiB6w78dJqZCs_WiQ10EACNcBGAsYHQ/s72-c/IMAGEM_NOTICIA_5%2B%25286%2529.jpg
Veja Oeste | O Seu Portal de Notícias do Oeste
https://www.vejaoeste.com.br/2021/08/pandemia-piorou-relacoes-sexuais-de.html
https://www.vejaoeste.com.br/
https://www.vejaoeste.com.br/
https://www.vejaoeste.com.br/2021/08/pandemia-piorou-relacoes-sexuais-de.html
true
8061571385870599471
UTF-8
Carregou todos os artigos Não encontrei nenhum post VER TODOS Leia Mais Resposta Cancelar resposta Deletar Por Home PAGINAS ARTIGOS Ver Todos Talvez você goste destas postagens C ARQUIVO PESQUISAR TODOS OS ARTIGOS nenhum resultado. Voltar Para o Inicio Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Agora mesmo 1 minuto atrás $$1$$ minutos atrás 1 hora atrás $$1$$ horas atrás Ontem $$1$$ dias atrás $$1$$ semanas atrás mais de 5 semanas atrás Seguidores Seguir ESTE CONTEÚDO PREMIUM ESTÁ BLOQUEADO PASSO 1: Compartilhar. PASSO 2: clique no link que você compartilhou para desbloquear Copie todo o código Selecione todo o código Todos os códigos foram copiados para sua área de transferência Não é possível copiar os códigos / textos, por favor, pressione [CTRL]+[C] (ou CMD+C para Mac) para copiar