Deputado quer limitar valor a até 50% do salário do trabalhador

 



O deputado federal Paulinho da Força (Solidariedade-SP), relator de uma Medida Provisória que trata do vale-refeição e do vale -alimentação, quer limitar o benefício pago pelas empresas a uma faixa entre 30% e 50% do salário do trabalhador. Atualmente não há limite.


De acordo com Paulinho, a limitação permitirá outra mudança: a possibilidade de o trabalhador receber os recursos do vale em dinheiro vivo ou em depósito em conta.

Editada no fim de março pelo governo de Jair Bolsonaro (PL), a MP nº 1.108 tem até o dia 7 de agosto para ser votada na Câmara e no Senado, caso contrário, ela perderá a validade.

Paulinho pretende apresentar seu relatório na próxima segunda-feira (1º), para que o texto vá ao plenário na terça-feira (2).

Sobre a MP

A medida trata do pagamento do auxílio-alimentação aos trabalhadores. Uma das novidades é que ela estabelece que o dinheiro do vale-refeição e do vale-alimentação recebido pelo trabalhador só pode ser usado para comprar alimentos.



Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem