Na luta pelo não fechamento do Hospital Psiquiátrico Juliano Moreira, localizado em Salvador, o presidente da Frente Parlamentar em Defesa da Saúde e Institutos de Pesquisas Afins da Bahia, deputado estadual, José de Arimateia (PRB-BA), irá promover uma Audiência Pública com a Associação de Apoio a Familiares, Amigos e Pessoas Portadoras de Transtornos Mentais da Bahia (AFATOM). O ato será realizado nesta quarta-feira (dia 16), às 15 horas, na Sala Herculano Menezes, situada na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA).
No ano passado, mais 5,5 mil pessoas foram atendidas na emergência e 997 internadas na instituição médica, referência em psiquiatria. A unidade foi inaugurada no bairro de Narandiba, na capital baiana, em 1982.
 A Audiência já é a terceira iniciativa do parlamentar, este ano, que segue preocupado e comprometido em favor do Hospital. No dia 24 de maio, o republicano realizou uma discussão minuciosa com a diretora-geral da unidade de saúde, Grace Lopes, como também promoveu discussões acerca do tema e várias reuniões com os profissionais aderentes ao movimento. “A saúde mental deve ser levada a sério na Bahia. Precisamos unir todos os Poderes para dar força a esse movimento que reivindica o fechamento do Juliano Moreira e a desassistência”, explicou Arimateia.






Enquanto o prefeito de São Paulo, João Dória (PSDB) veio a Salvador receber o Título de Cidadão Soteropolitano na Câmara Municipal, os vereadores de Teresina rejeitaram a proposta de dar título de cidadania teresinense ao gestor.
A proposta do vereador Luis André (PSL) foi rejeitada por 8 vereadores. 18 votaram a favor do título, mas eram necessários 20 votos favoráveis para a concessão da homenagem. Uma abstenção foi registrada e dois vereadores não estavam em plenário. Como argumento, o vereador falou que Teresina tem feito parcerias com São Paulo.
“O prefeito Firmino esteve em São Paulo no dia 8 de março assinando acordos de parcerias como de iluminação pública. Eu tenho certeza que credenciar pessoas como Dória como exemplo de gestão eficiente, com resultados, gastando pouco e fazendo muito, o povo de Teresina terá bons frutos”, disse Luis André ao defender a proposta.
Vale lembrar que João Dória está sendo acusado de fazer viagens pelo Brasil para se cacifar para as eleições de 2018, quando pode ser candidato à presidência. Em Salvador, ele foi recebido a ovadas e o fato ganhou grande repercussão em todo o país.




Após ser acusado de “pregar discurso de ódio” em suas postagens nas redes sociais, o ator Alexandre Frota teve o seu perfil no Twitter suspenso. O caso aconteceu na terça-feira (15) e, segundo informações do jornal Extra, a empresa se negou a comentar o caso. No entanto, frisou que aqueles usuários que não seguem as regras do Twitter podem ser bloqueados temporária ou permanentemente.
Frota se pronunciou sobre o assunto em seu Facebook e acusou uma funcionária da rede social de ter derrubado sua conta por ele ter se oposto aos pensamentos de “esquerda”. Segundo o ator, a mulher estaria ameaçando outras contas pelo mesmo motivo.
“Funcionária do Twitter arbitrariamente tem ameaçado outras pessoas dizendo que vai derrubar a conta de quem se opõe a esquerda. Comigo não foi diferente hoje pela manhã essa figura que trabalha dentro do twitter me mandou essa mensagem e enviou para outras pessoas . @alefrotabrasil esta fora do ar”, disse Alexandre.






A rede Santana S/A Drogaria Farmácias foi condenada pelo Tribunal Regional do Trabalho da Bahia (TRT-BA) por limitar o acesso dos funcionários ao banheiro, durante o horário de trabalho. Segundo informações da Agência Brasil, Justiça condenou a farmácia por danos morais coletivos. 
A denúncia apresentada pelo Ministério Público do Trabalho da Bahia (MPT-BA) alegava que a atitude da empresa de limitar as idas ao banheiro fere a legislação trabalhista, além de que oferecia aos trabalhadores sanitários sujos, sem papel higiênico e sabão.
A drogaria foi condenada a pagar indenização por dano moral coletivo, pelo valor de R$ 30 mil. Caso a empresa descumpra a decisão, deve pegar multa de R$ 500 diariamente. O valor pago será destinado ao Fundo de Promoção do Trabalho Decente. A ação foi movida em 2015, após uma funcionária da farmácia ter denunciado a situação.
Durante as investigações do MPT, ficou constatado que um funcionário do sexo masculino fazia a limpeza do banheiro feminino, no entanto, “continuava ali ao mesmo tempo em que elas utilizavam o espaço e que o mesmo ainda controlava o tempo de uso”. O MPT ainda descobriu que os funcionários precisavam avisar ao superior quando iam ao banheiro e, caso fossem mais de duas vezes no mesmo turno, recebiam reclamações.
Após a decisão, a farmácia está proibida de limitar o uso dos banheiros e a decisão precisa ficar visível para os funcionários. A empresa ainda pode recorrer da decisão, no entanto, ainda não se manifestou sobre o caso.


Na noite desta terça feira  fico marcado como o dia   da  traição o prefeito Zito Barbosa do  (DEM) juntamente com o  vereador Gilson Rodrigues presidente da camará  de vereadores de Barreiras acompanhado de 13 vereadores derao um  tapa na cara dos   servidores  públicos . depôs te  vários  protestos e manifestações .os  vereadores fisero  questão   de   fica  do  lado   do prefeito Zito e   contra   o  povo  os  mesmo  quer  o Elegero eles  


Os  servidores   não  vão  desiste pós   estão  ciente    de que vão  da  o  troco  nas   urnas   a  este  prefeito  que não  tem  palavra e   também  aos  vereadores  quer  mas  uma  vez   decepciona  ficando   contra  o povo a luta  continua.....




Três vereadores receberam cartas dos seus partidos recomendando o voto contra os projetos 09 e 10. As cartas foram enviadas ao vereador Hipólito Passos de Deus (PTC), Carlão, (PP) e BI Ayres, (PP). Mesmo com a recomendação partidária os vereadores BI e Hipólito não devem mudar os votos uma vez que fazem parte da base do prefeito Zito Barbosa. Já o vereador Carlão ainda é uma incógnita. Durante a semana circularam informações de que ele votaria contra o projeto mas o edil não confirmou e nem negou. Até o momento as previsões apontam para uma aprovação folgada dos projetos. Os servidores estão chegando aos montes a Câmara Municipal e dizem que ainda não jogaram a tolha. Mais detalhes daqui a pouco.



Author Name

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.