Will Smith conta sobre o pai em livro: ‘Vi socar minha mãe com tanta força que ela desmaiou’

 





O ator Will Smith narra o passado de adversidades e a caminhada até o sucesso em seu livro de memórias, Will, que chega às lojas, pela editora BestSeller. Na publicação, o astro afirma que pensou em começar o livro com uma sacada cômica, uma vez que fez sucesso como humorista, mas preferiu relembrar o drama da infância. Segundo ele, os abusos do passado têm ligação direta com o que ele se tornou.

“Sempre pensei em mim mesmo como um covarde. A maior parte das minhas memórias de infância têm a ver comigo sentindo algum tipo de medo — medo de outras crianças, medo de me machucar ou de me sentir constrangido, medo de ser visto como fraco. Quanto eu tinha nove anos, vi meu pai socar a minha mãe na lateral da cabeça com tanta força que ela desmaiou. Eu a vi cuspir sangue. Aquele momento, naquele quarto, mais do que qualquer outro da minha vida, provavelmente definiu quem eu sou hoje”, recorda o ator.

“Em tudo o que tenho feito desde então — os prêmios e reconhecimentos, os holofotes e a atenção, os personagens e as risadas — há uma série de pedidos sutis de desculpa à minha mãe pela minha falta de ação naquele dia. Por ter falhado com ela naquele momento. Por ter falhado em enfrentar o meu pai. Por ser um covarde”, diz Will.

Nas redes sociais, Will agradeceu ao apoio dos fãs:

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem