Pelé tem tumores no pulmão e no fígado, diz jornalista






Foram identificados novos tumores no pulmão e no fígado de Pelé, de 81 anos. As informações são da jornalista Marília Ruiz, apresentadora do BandSports, do Grupo Bandeirantes de Comunicação,


O “Rei do Futebol” passa atualmente por um tratamento de câncer de cólon identificado em setembro do ano passado.


Nesta semana, Pelé ficou internado na última quarta (19) e quinta-feira (20) no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, para novas sessões de quimioterapia.


No entanto, o quadro de Pelé é estável, ele teve alta e está em casa.

Histórico recente de internações


Pelé foi internado no dia 31 de agosto de 2021, inicialmente para se submeter a exames de rotina. O ex-jogador descobriu um tumor no cólon, região do intestino, e foi operado no dia 4 de setembro, ficando alguns dias na UTI e tendo alta em 30 de setembro.


Em 8 de dezembro, o ex-jogador retornou ao Albert Einstein para novas sessões de quimioterapia. Ele foi liberado no dia 23 para passar o Natal com os familiares, retornando posteriormente em janeiro para mais sessões.


O colón direito é uma parte do intestino grosso, que absorve água e sal de toda matéria alimentar remanescente depois de passar pelo intestino delgado. O tumor na região é o terceiro mais comum entre os homens, só fica atrás do de próstata e de pulmão.


Aos 81 anos, Pelé também precisa lidar com outros problemas de saúde. Ele retirou um rim na década de 1970, por isso precisa de cuidado extra para manter o único rim funcionando bem. Além disso, o Rei do Futebol sofre com o desgaste dos ossos e das articulações.


Nos últimos 10 anos, foram pelo menos sete internações: duas por causa de pedra no rim; outras duas para corrigir um desgaste no quadril; uma para operar a próstata e, as mais recentes, para tratar o tumor no intestino.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem