Bolsonaro diz que vai trocar 11 ministros em março para disputa das eleições

 





O presidente Jair Bolsonaro (PL) confirmou nesta quinta-feira (3) a troca de 11 ministros no dia 31 de março. A data é a limite para que ocupantes de vários cargos públicos sejam exoneradores para disputarem as eleições.

"Está previsto no momento que 11 ministros vão disputar eleição. Vamos ter ministérios-tampão [...] Dia 31 de março é grande dia, 11 saem, 11 entram", declarou o chefe do Planalto durante agenda em Porto Velho (RO).





Bolsonaro acenou para a possibilidade do senador Marcos Rogério (PL-RO), membro da tropa de choque do governo na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid, herdar uma das vagas no primeiro escalão da administração federal. "Eu tenho profundo apreço pelo [Marcos] Rogério, a gente pode conversar, mas nada decidido ainda", disse.

Um dos prováveis nomes a deixar a Esplanada dos Ministérios ao final de março é o ministro da Cidadania, João Roma (Republicanos).

O deputado federal licenciado é cotado para disputar o governo da Bahia com o apoio de Jair Bolsonaro.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem