Líder ortodoxo é preso na Rússia por pregar contra invasão na Ucrânia

 





Um líder ortodoxo russo teria sido preso depois que ele pregou um sermão denunciando a invasão na Ucrânia. Essa é a primeira vez que um clérigo da igreja que tem apoio estatal é punido pelo regime de Vladimir Putin.

De acordo com uma reportagem da BBC citando ativistas russos, o reverendo Ioann Burdin foi acusado de “desacreditar o uso das Forças Armadas” por causa do sermão que pregou no “Domingo do Perdão”.

Segundo o Religion News, o sermão incluía, entre outras coisas, descrições da destruição infligida à Ucrânia pelas forças russas.

Burdin teria compartilhado também imagens anti-guerra e uma petição no site da igreja, que fica na vila Karabanovo, no oeste da Rússia, a cerca de 130 quilômetros de Moscou.

Embora não tenha ficado claro sobre qual petição Burdin foi preso, líderes religiosos estavam pedindo a assinatura de uma carta pública contra a invasão, onde seu nome aparece, juntamente com outros 285 líderes.

Na carta, eles pediam a “cessação da guerra fratricida” contra a Ucrânia e lamentando o “julgamento que nossos irmãos e irmãs na Ucrânia foram imerecidamente submetidos”.

gospelprime 

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem