Margem do empréstimo consignado sobe para 40%

 




Como forma de ampliar o acesso ao crédito no País, o governo ampliou a margem do empréstimo consignado do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) de 35% para 40%. Desde janeiro, essa margem estava reduzida, no entanto a nova medida é vista como uma forma de turbinar o dinheiro em circulação na economia – como aconteceu no início da pandemia, quando medida semelhante foi adotada.

Além dos aposentados do INSS, que já contam com esta modalidade ativa nas contas, integrantes do Benefício de Prestação Continuada (BPC) e do Auxílio Brasil também poderão acessar o consignado com margem ampliada. Mais de R$ 77 bilhões devem ser destinados a este público.

Nesta nova modalidade, 35% da margem poderá ser usada em contratação de empréstimo pessoal e 5% em despesas de saques com cartão de crédito consignado.

Vale lembrar que o consignado é uma modalidade de empréstimo com risco zero de inadimplência, uma vez que a parcela deste crédito é retirada diretamente da folha de pagamento do beneficiário. Por isso os bancos e instituições financeiras liberam dinheiro com taxas de juros baixas.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem