Empresário recorre à Justiça contra Marília Mendonça após morte e acusa juiz de favorecer cantora; entenda

 



O empresário Pedro Barbosa conseguiu uma indenização de R$ 60 mil quando Marília Mendonça ainda estava viva. A causa da ação ganha foi referente a seis músicas que a cantora vendeu para uma dupla sertaneja, Mauro e Felipe, que estavam sendo agenciadas por ele. Entretanto, segundo o empresário, o valor é baixo e entrou novamente na Justiça.

Ele alegou que o juízo errou ao quantificar cada música de Marília por apenas R$ 10 mil, sendo que o valor de mercado está muito acima do valor da sentença. De acordo com informações do site Em Off, do IG, Pedro Barbosa afirmou que o magistrado não fez uma análise minuciosa do contrato, além de ter visto que as letras, no entanto, estavam vendidas para Lucas Lucco, ainda em 2013.


Além disso, o profissional também comentou que o juiz não observou o montante que ele perdeu e deixou de lucrar após Marília Mendonça não cumprir o contrato completo. Ainda na ação, Pedro alegou que o magistrado tinha uma relação de amizade com a artista e, por isso, não conseguiu receber o valor por completo.

Antes de Marília Mendonça morrer, em novembro de 2021, os advogados da cantora respondeu à apelação de Pedro e afirmou que o empresário não conseguiu provar que toda a confusão teve um abalado na sua imagem profissional na região. Pedro, no entanto, rebateu afirmando que Marília nunca mais o procurou para entregar as outras seis letras que tinha prometido após perceber que cometeu um erro ao vender as canções para a dupla sertaneja.


 BNews

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem