Justiça cancela show de Safadão e limita cachês em Alagoas

 


A Justiça alagoana proibiu o show do cantor Wesley Safadão, que seria realizado em Viçosa, Alagoas, por R$ 600 mil. A decisão da juíza Juliana Batistela Guimarães de Alencar atende uma recomendação do Ministério Público Estadual e tomou como base o cachê pago pela apresentação de 60 minutos, avaliado em aproximadamente R$ 600 mil. O show estava programado para acontecer no próximo dia 12 de junho.

Na sentença, a juíza Juliana limitou os valores dos cachês pagos a artistas: pelo município não pode ultrapassar R$ 20 mil, com limite de R$ 100 mil. Pelo estado, o limite por artista é de R$ 50 mil, não podendo ser superior a R$ 500 mil no total.

“É uma falácia a justificativa de que um show pelo qual se pague ao artista R$ 600 mil seja benéfico porque gera renda e empregos”, disse a magistrada, na sentença.

No texto da ação, ela ainda justificou que o valor é suficiente para pagar um mês de salário de 160 professores da educação básica ou 200 enfermeiros. O município tem pouco mais de 25 mil habitantes.

A decisão é de primeira instância e ainda pode ser recorrida.


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem