Teólogo ensina técnicas práticas de memorização bíblica

 




Teólogo memorizou 20 livros da Palavra de Deus e escreveu obra intitulada “Bíblia do Estudo de Memorização”

Por Victor Rodrigues

Considerado “O Homem da Memória Bíblica”, o teólogo e professor norte-americano Tom Meyer já memorizou 20 livros da Bíblia. Antes de mais nada, Meyer é professor do Sasha Bible College, faculdade particular e de pós-graduação Batista em Redding, Califórnia, EUA.

Ele também é autor do livro “Bíblia do Estudo de Memorização”, que ensina técnicas de memorização que ele desenvolveu enquanto estudava em Jerusalém, Israel.

Em busca de conhecimento, perspicácia e compreensão da Palavra de Deus, o teólogo Tom Meyer dá dicas em seu livro sobre como utilizar técnicas e memorizar as Escrituras.

De acordo com Tom, ele passa uma hora por dia trabalhando em sua memória retendo o que ele já memorizou, em vez de decorar novos versos. Confira dicas práticas!

Em primeiro lugar, ‘falar a Palavra de Deus’, é uma das melhores ferramentas de memória que temos à nossa disposição e também a que a maioria de nós não usa: “nossas bocas”.

“Falar a Bíblia em voz alta nos ajuda a memorizá-la melhor. Falar o texto que queremos memorizar em voz alta é crucial. Isso nem sempre é possível, obviamente, mas quanto mais você for capaz de encontrar um lugar onde você se sinta confortável falando alto (quarto, em um passeio no parque, etc.), melhor”, diz o professor.

Em segundo lugar, para memorizar, é importante ‘ouvir a Palavra de Deus’. Quando você fala a Palavra de Deus em voz alta, você está engajando múltiplos sentidos ao mesmo tempo. Historicamente, grande parte da Bíblia foi transmitida para diferentes gerações oralmente, o que significa que a maioria das pessoas ouviu a Palavra em vez de ler a Palavra.

Do mesmo modo, outra parte no processo de aprendizado de Tom Meyer, acontece de maneira tátil: sentar e escrever da memória enquanto você fala em voz alta. Dessa forma, também pode ser escrito em um diário. Logo, você está envolvendo uma terceira parte de seus sentidos (tátil, ou toque) para ajudá-lo a memorizar.
Benefícios da memorização

Da mesma forma, Meyer compartilhou que ele foi encorajado a memorizar as Escrituras porque ele queria conhecer Deus melhor.

“Por tê-lo no meu coração e não apenas na minha prateleira ou no meu telefone, a Palavra de Deus como Davi disse é ‘sempre em minha mente.”

Ele compartilhou que sua obediência a Deus melhorou e suas relações com a família e amigos se tornaram melhores através de esconder a Palavra de Deus em seu coração.

Ele também disse que foi encorajado a não pecar porque conhecia as palavras de Deus de cor. Dessa forma, ele incentivou as pessoas a começar a memorizar versos curtos e aplicá-los em suas vidas.

* Com informações de Biblie Memory Goal

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem