Você é do tipo que deixa a vida levar você?

 




Quem não quer se sentir despreocupado em relação à vida, ter tranquilidade, se divertir e viver de sombra e água fresca? De fato, muitos acreditam que todos os problemas, com o passar do tempo, serão resolvidos porque a própria vida vai apresentar soluções até para as situações mais escabrosas, que parece que não têm saída, como problemas financeiros ou de saúde, por exemplo. Há quem não se preocupe com as adversidades e tenha uma postura mais “tranquila” em relação a elas, mas será que esse relaxamento é conveniente?

Por um lado, é positivo encarar a vida sob o ponto de vista de que tudo tem solução. Por outro, esperar que a resolução caia no seu colo e não fazer nada para resolver seus problemas é, no mínimo, uma grande irresponsabilidade. Essa maneira de se comportar lembra uma canção que foi muito tocada nas rádios há um tempo: Deixa a Vida me Levar. Mas, se essa filosofia rendeu uma boa música, na vida real, tanto seu intérprete quanto seus autores trabalharam muito para alcançar suas metas e não deixaram a vida os levar para um lugar qualquer.

Há muitos exemplos de homens relaxados: os que evitam tomar qualquer tipo de decisão para não ter que lidar com o ônus de suas escolhas caso algo dê errado, os que parece que não têm nem capacidade de escolher a roupa que vão vestir para trabalhar e deixam que suas esposas tomem essa decisão e também aqueles que não se posicionam nem mesmo nas coisas mais simples, como o que prefere comer, por exemplo. Eles costumam responder a qualquer questionamento com frases do tipo “tanto faz” ou “você que sabe”. Se eles têm emprego, tudo bem, mas se não têm, “tudo bem”, pois, a vida dará um jeito nos boletos.

Não são raros os casos em que os pais desses homens os ajudam a bancar a vida que eles têm com suas famílias, sem cobrarem qualquer contrapartida ou esforço. Cuidado. O alerta é para pais e filhos: o acomodado não chega a lugar nenhum e, inevitavelmente, um dia a fonte de ajuda secará.

Levar para onde?
Quem deixa a vida o levar não compreende minimamente que a própria vida é uma dádiva dada por Deus para crescermos em todos os aspectos, planejando e controlando a vida em tudo aquilo que podemos dirigir.

Quem costuma pensar e agir de forma inteligente compreende a importância do Espírito Santo em sua vida e coloca em prática Seus ensinamentos. Aliás, a própria Salvação só existe para quem trabalha por ela. Quem deixa a vida o levar irá para onde o mundo quiser e, certamente, esse lugar não é próximo de Deus.

Para que a resolução dos problemas do mundo e a Salvação sejam alcançadas, fazer escolhas é fundamental.

E a principal delas é obedecer aos ensinamentos de Deus. Somente assim cada homem pode controlar sua própria trajetória, pois Deus, além de orientar, também ampara. E para tomar essa decisão não precisa chegar ao ponto de ser o quarentão largado no sofá dos pais. Todo homem inteligente, independentemente da idade, pode decidir agora mesmo tomar a direção de sua vida. Se você ainda não tem esse entendimento, já passou da hora de você aprender o que é ser um homem.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem