Arrecadação federal passa marca de R$ 1 trilhão no trimestre

 




A arrecadação federal alcançou R$ 1,09 trilhão no primeiro semestre deste ano. Em junho, o governo apurou R$ 181,04 bilhões, alta de 17,96% em relação a 2021, já descontada a inflação. Entre às receitas administradas pela Receita Federal, foram arrecadados no mês passado R$ 174,3 bilhões – 17,12% a mais do que em 2021.

Segundo o ministro da Economia, Paulo Guedes, “o grande vetor desse aumento de arrecadação foi exatamente o lucro das empresas, que veio bem acima do que estava previsto e bem acima das bases estimadas ao longo de 2021″.

O Imposto de Renda de Pessoa Jurídica (IRPJ) e a Contribuição Social Sobre o Lucro Líquido (CSLL) totalizaram uma arrecadação de R$ 34,2 bilhões, com crescimento real de 37,47%. Além disso, também houve pagamentos atípicos de cerca de R$ 6 bilhões por empresas do setor de commodities.

Para Paulo Guedes, os números confirmam “as nossas previsões de que o crescimento brasileiro ia surpreender. Começamos ao ano com previsões de que o PIB ia cair -1,5% e agora as projeções são de um crescimento de 2%”.

A Receita Previdenciária chegou a R$ 44.5 bilhões (alta de 10,8%). Esse resultado pode ser explicado pelo aumento real de 4,01% da massa salarial e pelo desempenho da arrecadação do Simples Nacional em relação a junho de 2021. No acumulado do ano, a Receita Previdenciária teve arrecadação de R$ 261,2 bilhões, com acréscimo real de 6,52%. Com informações da Agência Brasil.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem