Prefeito de Salvador admite que ex-mulher que é médica não deixou vacinar os filhos

 




Bruno Reis lamentou decisão da ex-companheira, que é médica


O prefeito de Salvador Bruno Reis (DEM) admitiu, nesta sexta-feira (4), que seus dois filhos, frutos de um casamento anterior, não foram vacinados contra a Covid-19 porque a mãe das crianças, que é médica, não permitiu. A declaração ocorre em meio a cobranças de gestores públicos sobre a imunização dos próprios filhos.


Ainda assim, Reis defendeu a vacinação de crianças, e lamentou não ter conseguido convencer a ex-esposa a fazer o mesmo.

– Já tenho uma filha vacinada. Tenho outros dois filhos, em idade de vacinação, que a mãe, com quem eles moram, que é médica, é contra a vacina. Venho manifestando a minha opinião favorável, que é o que me cabe fazer nesse momento. Caso não a convença, só me cabe respeitar – disse o prefeito.


Na última terça-feira (1º), o governador da Bahia, o petista Rui Costa, disse que iria vacinar as duas filhas. No entanto, Costa afirmou que não irá divulgar quando isso vai acontecer.


– Minhas filhas serão, sim, vacinadas contra a Covid-19! Mas isso não se tornará um ato político, como querem alguns. Sempre defendi a ciência e a vacina, mas não vou expor minhas filhas para satisfazer vontade de gente inescrupulosa. Quem tem vida pública e política sou eu, não elas – disse o governador.







Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem