Arthur do Val se afasta do MBL e diz não saber do seu futuro político




Após divulgação de áudios machistas, o deputado Arthur do Val (Podemos) afirmou, em entrevista à Folha de São Paulo, que irá se afastar do Movimento Brasil Livre (MBL) e que não sabe qual será seu futuro político. Além disso, o ex pré-candidato ao Governo de São Paulo se defendeu de uma possível cassação na Assembleia Legislativa de São Paulo.

Questionado pela reportagem sobre que pretende fazer na política após o ocorrido, Arthur disse: “Nem sei te responder isso. Estou com uma muralha na minha frente que me impede de fazer qualquer outra coisa [além de reatar o relacionamento]. Eu não falo da minha vida pessoal, mas dessa vez não tem como. Eu retirei a candidatura porque eu não tenho direito de atrapalhar ninguém. Não é justo que Rubinho, Kim, Moro paguem pelo meu erro. ​Eu desci do avião, já chegaram para mim e falaram: Moro já declarou publicamente que não te apoia mais”

Conhecido como Mamãe Falei por seu canal no YouTube, Arthur é alvo de pedidos de cassação e de expulsão do Podemos, que tem o ex-juiz Sergio Moro como candidato à Presidência. Na entrevista, Arthur disse ainda ter ficado chateado com a reação de Moro, que disse que não dividiria mais o palanque com o deputado.

Sobre sua saída do MLB, o deputado afirmou que fará sim. “Sim, eu vou fazer isso. E eles não sabem. Estou te falando agora. Não é justo que essas pessoas sofram a consequência de um erro só meu. Eu não sei [se vou sair de vez], eu só quero me afastar, eu só quero que as pessoas não sofram as consequências do que eu fiz”, disse.

O deputado, que foi ao conflito na Ucrânia na semana passada, enviou áudios a amigos dizendo que as ucranianas são “fáceis” por serem pobres —e que a fila de refugiados da guerra tem mais mulheres bonitas do que a “melhor balada do Brasil”.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem